Você se acha uma pessoa eficaz e eficiente?

PREMIO-EFICIENCIA

Acredito que poucos discordem que nos dias atuais temos que ser cada vez mais eficientes e eficazes em nosso dia-a-dia, para cumprirmos as várias obrigações que possuímos e aquelas que a sociedade pode nos impor. Parece que o mundo está girando muito rápido e nos falta tempo para ficarmos por dentro de tudo. A vida está mais complexa e estressante nesta era da informação e nos impõe vários desafios diuturnamente. Hoje em dia ter tempo virou artigo de luxo e ficamos angustiados em não conseguirmos tempo para aprender informática e aquelas ferramentas seguras para surfar na Net, para frequentar as aulas de inglês, ir para a academia, dar atenção a filhos e cônjuge, conhecer sobre comidas e bebidas,  estar nas redes sociais, fazer trabalhos domésticos, cuidar das crianças, ser bom profissional, pai, mãe, marido, esposa, ter boa aparência  … AAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHH.

Não digo que é impossível ser uma pessoa eficiente e eficaz em várias coisas, mas também não discordo que esta é uma tarefa muito árdua.

Aliás, embora as palavras “eficiência” e “eficácia” possam parecer como sinônimas em alguns dicionários, no mundo corporativo a questão é tratada de forma diferenciada: se diz eficaz alguém ou alguma coisa que produz o resultado ou efeito esperado e eficiente alguém ou alguma coisa que obtém bons resultados com menos recursos, tempo, dispêndio financeiro, ou seja, quem é eficiente é mais produtivo.

Daí a importância de ser eficaz, que entrega o resultado esperado, e também eficiente entregando o resultado esperado e com o mínimo de dispêndio possível.

Mas a busca da eficácia e da eficiência não deve ser meta para ser alcançada somente no campo profissional, mas é de suma importância que também tenhamos a preocupação de sermos reconhecidos com tais qualidades no campo pessoal.

7 habitosNos últimos anos tenho buscado um aprimoramento pessoal com leitura de vários livros, sendo que um dos títulos que gostei muito foi o livro chamado “OS 7 HÁBITOS DAS PESSOAS ALTAMENTE EFICAZES”. Não me considero uma pessoa altamente eficaz, mas de verdade aprendi boas lições. O autor chama-se Stephen R. Covey, um mestre em Administração formado em Harvard e que lançou o livro em 1989.

O hábito da leitura realmente é excelente. Costumamos desprezar na infância e juventude, mas que verdadeiramente faz uma grande diferença cultural quando se adota tal hábito desde logo.

Voltando ao livro. O livro aborda questões éticas, incentiva a ver o problema de outra forma para se buscar a solução e fala sobre mudança de hábitos, produção e capacidade de produção. Ensina sermos pró-ativos e não reativos, ou seja, estimula agirmos antes do problema acontecer. Discorre sobre iniciarmos e mantermos o objetivo maior em mente, a necessidade de se buscar equilíbrio na vida com a família, dinheiro, trabalho, bens pessoais, prazer, amigos, inimigos, religião, pessoalmente e cônjuge. O livro apresenta preciosas lições para alcançarmos nossas metas e interessante fórmula de gerenciarmos de nosso tempo. O autor indica uma matriz de gerenciamento de tempo que foca em realizarmos primeiro o que é mais importante, aliás, este capítulo é um dos que mais gostei, pois ele recomenda priorizarmos o que é mais importante antes que o importante se transforme em um assunto urgente. E isto de fato é relevante já que ficar atuando sempre no campo do urgente, muito provavelmente ficará sempre “apagando incêndio” e, assim, não se tornará uma pessoa eficaz e muito menos eficiente.

O livro trata, ainda, sobre o emocional, princípio de liderança, sobre adotarmos em nossas relações a política em que todos possam ganhar, discorre sobre o hábito de compreender antes de ser compreendido, sobre a empatia, a busca de sinergia com os colegas, finalizando com instruções de que  sempre devemos buscar renovação física, mental, emocional e espiritual.

É um livro muito bem escrito, com um conteúdo bem interessante, que foi muito útil para mim, principalmente no gerenciamento de trabalhos, prazos e equipes, e que trás ótimos ensinamentos não só para o contexto da vida profissional, mas também ótimos conceitos para a vida pessoal.

Assim, essa é minha dica e provocação de hoje e espero que de alguma forma possa lhe ajudar em algo.

Deixe seu comentário, pois ficarei contente em saber sua opinião, sugestão ou crítica.

Até a próxima e um abraço do Rogério Gomez ou simplesmente Tchero.